Tarefa 1 – Quem estou? | Meu propósito | Minha acção | Meu compromisso

QUEM ESTOU

§  Como se sente?
Sinto-me bem e às vezes sinto uma inquietação positiva. Neste momento estou em mais uma fase de aprendizagem da minha vida: viver num país diferente de novo, começar uma vida durante um espaço de tempo sem família e amigos, numa grande capital do mundo: Londres. A multi-culturalidade é o factor que me motiva mais, e é com as relações com as pessoas que me vejo a evoluir. Estou em constante introspecção e socialização, tenho pensamentos sempre a correr na minha cabeça, e toda a minha curiosidade cruza-se com a motivação de fazer um bom trabalho no projecto em que estou envolvida.

§  Você tem dúvidas profissionais? Quais são?
Sim, sim, sim. Tenho sempre dúvidas profissionais. Estudei Design de Comunicação e a maior parte das pessoas me pergunta “O que é isso ao certo?”. Eu lá explico que é um Design gráfico mais abrangente, que penso em todo o processo de comunicação de algo. Mas depois de acabar a licenciatura faltou uma coisa: “Glória, como vais fazer um plano financeiro?”. Gestão de projectos, Planeamento, eventos, workshops. Sei que estou a ir numa óptima direcção mas todos os dias tento construir um pouco mais do caminho que me vai levar lá. Aonde não sei ao certo (mas já tenho algumas pistas!), mas tenho a certeza que quando lá chegar vou ser feliz, e vou continuar com dúvidas, tal como agora.


§  Quais são os seus sonhos?

Os meus sonhos para o futuro: quero viver com sorrisos à minha volta! Quero trabalhar em projectos que ame para não ver o trabalho como a coisa negativa que tanta gente vê. Quero ter a minha empresa de comunicação, e quero resolver problemas e oferecer sorrisos às pessoas que colaboram comigo. Quero ser mãe. Sonho sempre poder ter acesso aos meus direitos de ser humano, nunca perder minha liberdade, e ter a saúde que me permita ajudar os que deixaram (ou foram forçados a deixar) o seu sonho morrer. Sonho que todos temos direito a termos os nossos sonhos! Os sonhos são para serem perseguidos e tornados reais. Quando somos crianças não temos medo de sonhar e imaginar as coisas mais criativas e inovadoras – coisas essas que na maior parte do tempo aos adultos parecem ompletos absurdos… Agora que já somos adultos, é cuidar para não nos acontecer o mesmo. O meu sonho é termos um mundo melhor, onde as mães, pais, suas crianças e a natureza sorriem, têm comida na mesa, e onde as doenças não se propagam descontroladamente.

§  Quais são os seus desafios?
Quero desenhar e implementar projectos onde o design e a comunicação vão ser agentes e ferramentas para se atingir os objectivos.  A aplicação destes vai levar a uma solução prática.

Quero estudar mais para poder compreender melhor mais áreas de conhecimento que são diferentes da minha. Gosto de me desafiar a falar em várias línguas. Não tenho receio de trabalhar num país em que não fale a minha língua mãe, e este é aliás um desafio a que me tenho proposto nesta etapa da minha vida.

Quero desenvolver-me mais na área humanitária e menos na técnica. Sinto que posso ir mais além se no futuro me desafiar a trabalhar e/ou estudar em áreas que ainda não sou especializada. Quero conseguir combinar toda a parte mais técnica que tenho do design, com o enorme sentido para a vida que tenho em ajudar o outro, com a experiência que tenho na àrea do design social, e combinando diferentes campos de conhecimento, oferecer serviços que sejam abrangentes e possam ajudar indivíduos e grupos a serem melhores e mais felizes.


MEU PROPÓSITO

§  Porque quer participar do GSA 2011?
Quero participar no GSA 2011 porque sei que o programa me irá fornecer conhecimento em diversas áreas de conhecimento, e ofereçer uma experiência inesquecível ao combinar vários aspectos: estar envolvida num projecto muito interesante para mim e para a equipa com quem vou estar a trabalhar; estar inserida num meio diferente do meu, onde a nova cultura vai ser mais uma vez uma motivante aprendizagem diária; irei aprender e acima de tudo partilhar conhecimento com pessoas vindas de todas as partes do mundo; irei, em conjunto com uma comunidade, desenhar, projectar, planear, implemetar, reflectir e divulgar algo que é inovador e criativo, e mais uma vez, que traz sorrisos ao meu redor – um dos meus sonhos.
Sei que iria aprender muito no GSA, e ensinar também o máximo que conseguir!

MINHA AÇÃO

§  Você já fez algo que demonstra que você já é um Guerreiros Sem Armas? Conte para nós!
Sim! Exemplo recente: Julho 2010, Othona Community em Essex, Reuno Unido. Participei e liderei vários campos de trabalho e coordenei actividades com diversos grupos de várias nacionalidades.
No campo de trabalho contribuimos na construcção de um edifício que vai funcionar a energia solar. Pelos valores de sustentabilidade e pela comunidade em si, todos pusemos “mãos à obra” e era motivante ver de dia para dia, o avançar de uma parede, de um tecto, de um chão, de um jardim, de um telhado com um barco lá em cima para plantar flores…
Depois do trabalho, vinha o estudo e o lazer. Organizámos diversos jogos e actividades, tivemos um “Bad Taste Model Show” e um “Talent Show”, onde todos participavam para o grupo geral com alguma performance; tivemos jogos educativos que criei dentro do meu projecto “Criar consciência para os Objectivos do Milénio das Nações Unidas”, e que apliquei com os participantes internacionais.
Foi uma experiência realmente muito forte, intensa, que ajudou uma comunidade e que criou laços de amizade que são sem fronteiras!

Existe um vídeo (7.37 min) que mostra toda esta vida na comunidade:
http://www.youtube.com/watch?v=RGyXohwmbIo&feature=player_embedded

MEU COMPROMISSO

§  Quais são seus planos? O que você quer fazer quando voltar do programa?

Quando voltar do GSA quero ir para a frente com o meu projecto! Este é um projecto que está meio em cabeça meio em papel.
Quero organizar um “Campo de Inovação” em Design Social, onde grupos de designers são desafiados com problemas reais e têm de fazer sessões de brainstorming que levarão a uma solução que vem a ser implementada ainda durante o “Campo de Inovação”.
Desejo estudar Acções Humanitárias que me levem a ter uma visão abrangente do que se passa no mundo ao nosso redor. Quero contribuir e ficar envolvida em projectos relacionados com os Objectivos do Milénio até 2015, bem como depois!
Quero ir trabalhar para Berlim e ter meus projectos a correr também em Portugal. Desejo continuar a organizar e moderar workshops, porque acredito na educação (focada na troca de conhecimento) como a melhor forma de produzir mudanças sociais.

Anúncios
Esta entrada foi publicada em Uncategorized. ligação permanente.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s